Performáticos e malucos numa Kombi; uma banda finlandesa que se veste de mulher em turnê na Rússia; jazz e música eletrônica improvisada; o afro-beat de Kuti; o punk Dee Dee Ramone e seus depoimentos quase íntimos; os homens que gritam alto da Finlândia; um compositor experimental libanês; uma banda tailandesa cult e a música e os problemas dos americanos Wilco. Este é o programa do Música do Underground. Documentários que falam do confuso, caótico, diverso, fascinante e envolvente mundo da música.
CLEANING UP!
de Rostislav Aalto, Finlândia, 2001, 1h18min.
Versão original em finlandês com legendas em inglês

Dia 09 > 20:15 > SALA 3
Um documentário on-the-road sobre uma banda indie finlandesa que se autodenomina “Cleaning Women” (Faxineiras). Os garotos da banda se vestem de mulher e tocam instrumentos estranhamente construídos com equipamentos de limpeza. Mostra a primeira turnê na Rússia e Países Bálticos.

DJ SPOOKY E MATTHEW SHIPP
de Jacques Goldstein, França, 2003, 54 min.
Versão original em inglês com legendas em francês

Dia 14 > 20:15 > SALA 3
O documentário de Goldstein propõe um outro ponto de vista do encontro dos músicos DJ Spooky & Matthew Shipp, improvisando jazz e música eletrônica. As câmeras ficam no palco e perto dos músicos, para fazer ver aquilo que não está visível ao público num show.

FEMI KUTI. WHAT’S GOING ON?
de Jacques Goldstein, França, 2001, 52 min.
Versão original em francês. Sem Diálogos

Dia 08 > 20:15 > SALA 3
Um portrait do artista Femi Kuti e seu afro-beat. Filho do famoso presidente negro Fela Kuti - criador de um estilo musical na década de 70, pai e filho contribuíram para definir uma música africana urbana de protesto, contemporânea assim como o reggae e o hip-hop: o afro-beat, som da Nigéria, seu país natal e um dos maiores países da África, trata da violência, pobreza, corrupção e frustração.

HeY! Is DEE DEE HOme
de Lech Kowalski, EUA/França, 2003, 1h04min.
Versão original em inglês

Dia 13 > 20:15 > SALA 3
Apenas para os fãs incondicionais da banda punk e legendária The Ramones. O documentário traz exclusivamente as reflexões do baixista Dee Dee Ramone, um dos fundadores da banda, gravados, numa só sessão, dez anos antes de sua prematura morte por overdose em 2002. Depoimentos sobre o nascimento do punk e memórias pessoais sobre drogas, amigos, amores e tatuagens.

ZAD Moultaka
de Leila Kilani, França, 2003, 52 min.
Versão original em francês. Legendas em inglês

Dia 16 > 20:15 > SALA 3
Um dos destaques da música do Oriente Médio, Zad Moultaka é um compositor único que cria um ponto de encontro entre dois mundos: Líbano e França. Reflexões pessoais e experimentações musicais se unem no ritmo de um músico contemporâneo.

VERY COMMON OF MODERNDOGCUMENTARY
de Zoran Bihac, Tailândia/Alemanha, 2003, 1h29min.
Versão original em inglês e thai. Sem diálogos

Dia 12 > 20:15 > SALA 3
A banda indie tailandesa “Moderndog” em quatro dias de um show acústico.

HUUTAJAT - Homens que gritam
(Huutajat - Screaming Men) de Mika Ronkainen, Finlândia, 2003, 1h16 min.
Versão original em finlandês com legendas em inglês

Dia 10 > 20:15 > SALA 3
O “Coral de Homens que Gritam” (“Mieskuoro Huutajat”) é composto por finlandeses, vestidos de ternos e gravatas pretas com camisas brancas. Huutajat é um coral ímpar que faz performances de seu repertório gritando e berrando. Por onde passam recebem uma forte reação do público que é convidado a participar e muitas vezes fica estático, chocado, confuso.

AMIGos para sempre
(Friends Forever) de Ben Wolfinsohn, EUA, 2001, 1h20min.
Versão original em inglês

Dia 15 > 20:15 > SALA 3
Nate e Josh são dois malucos que recusados pela indústria da música saem pelos EUA numa Kombi barulhenta que é a geradora da sua missão: salvar o rock and roll! Em performances absurdas, que misturam música-noise e fumaça, buscam o perfeito estacionamento para seu sucesso.

WILCO - I AM TRYING TO BREAK YOUR HEART
de Sam Jones, EUA, 2001, 1h32min.
Versão original em inglês. Legendas em inglês

Dia 11 > 20:15 > SALA 3
Para os fãs do Wilco, um retrato envolvente da banda durante a gravação de seu quarto álbum: “Yankee Hotel Foxtrot”. O documentário acompanha também os bastidores dos problemas que a banda teve com a gravadora pelo lançamento desse disco, o que acabou gerando conflitos com a indústria fonográfica.