Ministério da Cultura e Governo de Minas Gerais apresentam
Belo Horizonte / Entrada Franca

Além dos Muros
Hors Les Murs

David Lambert / Bélgica/Canadá/França / 2012 / Digital / 98min.

Quando Paulo, um jovem pianista, e Ilir, um baixista albanês, se encontram por acaso, é amor à primeira vista. Logo depois da primeira noite juntos, Paulo vai morar com Ilir, porém, a harmoniosa relação do casal se transforma em um turbulento passeio de montanha russa, que envolve, não apenas amor, mas também vício e paixão. Certo dia, Paulo promete amá-lo para sempre, mas Ilir deixa a cidade e não retorna mais.

Vestígio
Chiri

Naomi Kawase / Japão / 2012 / Digital / 45min.

Naomi Kawase nasceu em um mundo de pais ausentes. Como a tia e o tio de sua mãe não tinham filhos, ela foi colocada, logo após seu nascimento, sob os cuidados de ambos e, aos 10 anos, foi legalmente adotada por eles. De acordo com os registros familiares, na época da adoção seus pais já estavam com 65 anos de idade. Quatro anos mais tarde, seu amado pai adotivo, Kenichi, falece. Diante disso, a diretora, então com 14 anos, não tem outra opção a não ser tocar sua vida a dois, com a mãe adotiva, que não tem nenhuma fonte de renda. Partindo da sua observação direta, o que encontramos aqui é a história do final da vida de sua mãe adotiva, já com 95 anos de idade. Ao seguir o cotidiano dessa mãe, em sua luta diária pela sobrevivência frente à aproximação da morte, Naomi Kawase reflete profundamente sobre os temas fundamentais das produções de seus próprio filmes. Esse trabalho pode ser considerado o ponto culminante de uma série de documentários pessoais — cujo primeiro é intitulado Embracing — a partir dos quais Kawase abraça o cinema e transforma a história de sua vida pessoal em um conto de ressonância universal.

Irmão 2: de Volta para Casa
Brat 2

Aleksey Balabanov / Rússia / 2000 / 35mm / 125min.

Esta sequência do popularíssimo Irmão não focaliza especificamente o “retorno” de Danila Bagrov, mas, sim, seu “renascimento”. Aquele Danila, que foi visitar o irmão mais velho em São Petersburgo, era um herói solitário, sem uma biografia real. Agora, em Moscou, o protagonista permanece uma fantástica combinação de astúcia, crueldade, inocência e ingenuidade. Ele não pode existir em um meio social concreto. Danila vive em um espaço particular no qual a sociedade cria seus ideais, seus heróis e mitos nacionais. Em dado momento, ele encontra seus companheiros de exército, com os quais lutou na Chechênia, e um deles, de nome Konstantin, conta-lhe sobre a situação de seu irmão: um jogador profissional de hóquei nos Estados Unidos, que é vítima de um contrato opressor com o proprietário do time e seu parceiro russo. Poucos dias após essa conversa Konstantin é encontrado morto e Danila vai a Chicago para solucionar o crime. Quando esses dois trabalhos de Balabanov, Irmão e Irmão 2, foram lançados na Rússia, eles alcançaram status de filme cult. Irmão consegiu a maior bilheteria do ano de 1997 e a maior bilheteria desde o fim da União Soviética. Irmão 2 foi uma obra ainda mais bem-sucedida. A popularidade dos dois filmes tem sido, muitas vezes, atribuída à preocupação de ambos com a identidade nacional russa e com a representação de um herói nacional.

Antena
Antenna

Kazuyoshi Kumakiri / Japão / 2003 / 35mm / 117min.

Yuichiro é um estudante de pós-graduação que faz pesquisas sobre os aspectos filosóficos de suas experiências em clubes S&M para mostrar como as pessoas podem se livrar da dor. Ele é assombrado por um acontecimento do passado que não consegue esquecer ? o desaparecimento de sua irmã mais nova, há 15 anos atrás ? e logo se torna óbvio que seu sombrio estado psicológico está diretamente ligado a tal fato. Yuichiro vagueia entre a realidade e a fantasia. Sua família também foi afetada por essa tragédia. Em uma tentativa de lidar com a dor, a mãe recorre à religião e às superstições e insiste em afirmar que uma garota, sequestrada e posteriormente resgatada de seu cativeiro, é a sua filha. Além disso, o irmão mais novo de Yuichiro, nascido após o desaparecimento, parece sentir a presença da irmã por meio de uma “antena” interna.